2leep.com

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Exposiçao Índia


Minha amiga Lili, foi e fez um maravilhoso post dessa exposição que infelizmente não pude ir, então só de inveja coloquei aqui também...
"Ó você que é o ornamento supremo de de todo o sistema solar!
Ó você que corta as ataduras do mundo material!
Ó cisne que caminha bem-aventurado no lago das mentes
dos sábios introspectivos! Deva! Hare! Todas as glórias a você!"

(Trecho de um poema do livro Gita Gofinda escrito por volta do século XII)

Melhor que ir a uma boa exposição é ir a uma boa exposiçao em companhia agradével de alguns amigos.  Foi o que eu fiz no último fim de semana. Combinei com algumas amigas que não via há algum tempo e fomos apreciar a exposição "ÍNDIA" que está no CCBB do Rio de Janeiro.  Uma exposição temática e interativa que abrange 3 mil anos de cultura de um dos países mais religioso e tradicional que existe.

Logo que entramos no CCBB encontramos uma escultura de Ganesha, uma das mais conhecidas representações de um deus indiano. É o deus da sabedoria, o portador da sorte e o removedor de obstáculos.  

Representação de Ganesha

No segundo piso, na primeira sala da exposição, encontramos a sala dos objetos utilizários.
Esses objetos revelam um pouco do cotidiano do indiano. Encontrado nos mercados e nas feiras, esses objetos são manufaturados de forma artesanal em vários tipos de matéria prima. Uma característica comum desses objetos é que, todos são ricamente adornados e trabalhados mesmo os objetos usados no dia a dia, aliando assim beleza e funcionalidade às peças.




Seguimos para a sala da música e da dança.
Segunda as escrituras sagradas, todas as artes da Índia têm origem divina, por isso, muitos elementos ligados à música e à dança possuem aspectos místicos e religiosos, que podem ser observados até os dias de hoje”.
Os instrumentos musicais da Índia são conhecidos por sua beleza e variedade de formas. Muitos deles estão associados às várias divindades e integram as imagens desses deuses, como atributos.
Sitar
Pungi (sopro) e Tabla (percussão)

Os tecidos, as tapeçarias, o vestuário

Machubani são pinturas feitas pelas mulheres das aldeias do leste da Índia. Eram feitas diretamente nas paredes de barro das cabanas, hoje muito usada também em papeís artesanais e telas.
Pinturas que retratam, principalmente, a natureza e motivos religiosos hindus, tendo as divindades  Krishna, Shiva e Lakshimi como temas principais.
 
Machubani

Machubani - detalhe

A história contada através dos bonecos

A narração de histórias com bonecos de fantoche é muito popular na Índia. Os bonecos são confeccionados dos mais variados materiais. Há também os compositores contadores de histórias itinerantes, que vagam de um lugar a outro levando suas imagens pintadas em rolos de papel, telas ou madeira.

Teatro de bonecos
 
Cada boneco mede uns 30 cm.

 Teatro de sombras (Tolu bommalatta)

O teatro de sombra é o costume pelo qual os contos folclóricos locais se espalhavam por todos os cantos da Índia. Os bonecos são feitos de couro e muitos deles são seres que representam o bem e o mal, seguindo a filosofia de que o bem sempre vence o mal. Os espetáculos do teatro de sombras podem durar até 9 horas consecutivas e são realizados sempre ao ar livre.



O cinema indiano

Engana-se quem pensa que Hollywood é o maior produtor de filmes do mundo. Não, não é. O país que mais produz filmes no mundo é a Índia, em terceiro lugar vem a China. Bollywood está localizado em Mumbai (Bombaim) a maior cidade da Índia e seu nome vem da mistura de Bombaim e Hollywood.
As produções abordam desde os temas mais tradicionais à questões que até bem pouco tempo eram tabus.

Alibabá e os 40 ladrões, um clássico!

O vestuário indiano

Ao entrar na sala dos vestuários, lembramos de Juliana Paes em Caminha das Índias. Linda, vestindo aqueles saris coloridos, cada um mais lindo que o outro. O sari é constituído de uma longa peça de pano, de aproximadamente 6 metros, que envolve e cobre todo o corpo da mulher indiana. Cada região tem seu próprio mode de vestir o sari.

- Me perdoe pela má qualidade de algumas fotos.



Raphael ao lado de um luxuoso traje masculino.

A Índia e alguns de seus veículos curiosos:

Tuc-tuc

Uma bicicleta ou um triciclo?

Vou ficar devendo a vocês as imagens da "sala cinza", são imagens religiosas e essas não podiam ser fotografadas.



Isso é só uma parte dessa grande exposição sobre a Índia. Tem ainda a fotografia, a Índia moderna, tecnológica e econômica. A Índia que é a maios produtora e consumidora desoftwares para computador do mundo.  Mas seria muita foto e muita coisa para esse humilde blog. Aproveita que a exposição vai até janeiro de 2012 e passa no CCBB para conferir tudo isso e mais um pouco.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

× Fique a vontade para comentar, mas seja sempre educado (a)!
× Em caso de dúvidas, deixe aqui sua pergunta.
× Comentários irrelevantes não serão aceitos.
× Os comentários serão respondidos aqui mesmo.

Postagens recentes: